Asa Branca (Nonato Luiz)

Nonato Luiz, um gênio! Já falei dele aqui. Tive o prazer de conhecer sua mulher, a Afonsina, e por coisas que só o Brasil consegue fazer com os gênios: ela foi me vender, pessoalmente, CD’s do Nonato no hotel que estava hospedado em Fortaleza!

Isto mesmo! No Brasil, o artista – e não é qualquer artista não, até o gênio – tem que se virar para conseguir sobreviver. E Afonsina é o nome de uma obra que Nonato fez para a amada, lindíssima! (pena que ainda não está disponível em vídeo).

Bálsamos para os dias…

Tenho todos os CDs disponíveis do Nonato Luiz. Eu disse disponíveis pois nem nem todas as obras dele tem o interesse da indústria para reedição… preferem funks-de-merda-e-afins!

Criei uma categoria para Nonato Luiz, ali do lado. Um dia ele vem tocar em Belém!

Anúncios

Sobre Lafayette

Xipaia... o último dos guerreiros!
Esse post foi publicado em Música, Nonato Luiz. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Asa Branca (Nonato Luiz)

  1. tadeu disse:

    Grande Lafa ,
    tive a oportunidade há 10 dias atrás de conhecer Salvador numa viagem de negócios , amei a cidade , seu povo , arquitetura , casario etc mas no terceiro dia ; uma sexta que estava na piscina ; não aguentando mais fui até o barman e falei : “amigo se continuar tocando esse axé , vou pedir antecipação da volta”.
    Parceiro foram 3 dias de axé na praia , no escritório , nos carros , rádios ou seja everyhere.
    E a bosta é toda igual ; uma batida oludum , com uma guitarra acompanhando , com uma mulher cantando que pode ser qq uma já que todas cantam igual com uma letra beirando a imbecilidade.
    Viva Nonato
    Abs
    Tadeu

    • Viva Nonato, amigo, VIVA NONATO !

      Sempre digo (na verdade o tema é um conto que tenho na cabeça, mas nunca coloquei no papel) “se música clássica tivesse o mesmo tratamento na mídia de massa, nos lugares públicos etc, todos teríamos outras opções… na vida!”.

      Quando escuto que o povo é que gosta deste tipo de música (Axé, tecnobrega, funk-péssimo – ps.: tem funk muito bom, e executados com maestria, como é o caso dos executados pela Fernanda Abreu), discordo veementemente: qual a escolha? Não há! A indústria do entrenimento no Brasil não deixa! Mas, na Alemanha, ah na Alemanha…!

      Arthur Moreira Lima dá seu testemunho, de um projeto em que ele e seu piano, de caminhão-baú, saem por aí, pelo interior do nordeste, do Brasil, tocando em praças públicas: LOTA ! E ele diz que – para espanto e como um soco no estômago de seu próprio preconceito – geralmente a maioria das pessoas, pobres e nordestinas, tão nordestinas de tão pobres da seca, como diria Caê, catarolam a 5ª de fulano, a Dó menor de sicrano.

      Não tenho preconceito de música Axé, de Sertanejo, de tecnobrega… tenho pena é do povo! 😉

      No Círio, quando você estiver aqui, mostrarei ao amigo a obra de Nonato Luiz, e, o contato para comprar, diretamente, os CD’s (isto é, aqueles que ele ainda tiver, pois tira do bolso para prensar!) – amigo, é tão barato, mas tão barato que dá até vergonha!

      Enquanto isto, publicarei por aqui algumas pérolas do cidadão!

  2. tadeu disse:

    Grande Lafa ,
    Vc sabe das coisas , se puder me mande ligeiro os contactos para eu comprar essas pérolas.No Ceará tinha também um saxofonista , cracaço chamado Ivanildo que animava as festas do interior quando eu morei por lá em 67-73.Uma vez muitos anos depois no Rio estávamos eu , um amigo paraense e uma alemão que estava retornando e ele nos levou a uma loja de discos para comprar disco e fitas de músicos brasileiros para ele manter a lembrança do Brasil , escolhemos os mais representativos e num dos “saldões” da loja encontrei um disco do Ivanildo , comprei e meu amigo relutante falou : Será que presta , se lembra que na Alemanha tem muitos musicos brilhantes” , meses depois o Rainer nos escreveu e falou que o disco que ele tinha mais gostado era o tal e que se esse Ivanildo tivesse nascido por lá seria uma unanimidade européia.
    Abraços e só lembrando o nome dos seu blog tem tudo
    a ver.
    abraços
    Tadeu

    • Entre em contato com Nonato, através dos email’s constantes no seu site pessoal, Nonato Luiz. Na verdade, o email que retornou foi nonato@nonatoluiz.com.br. Tente com esse. Quem tratou, na época, foi Afonsina, mulher dele. Vale pedir todos os CD’s disponíveis! Obras primas!

      Avise se deu certo.

      É o que dizem sobre Nonato: se tivesse nascido na Europa ou EUA, seria “o cara”! ps.: Mas, será que a “natureza” do talento tem a ver com a “vida” do talentoso? Lá seria “outro” Nonato?

      Golden Slumbers é você, tudo a ver! 🙂 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s