O Mario do Mario Quintana

O Carlos Barreto, do Flanar, ribaltou um comentário meu. Nele, citei um poema do Mario Quintana.

No Espaço Aberto, o Quintana teve, ontem, seu dia postagem, com foto e tudo! Lá, comentei também, mas em nome da honra do bom velhinho! 🙂

Estas postagens me lembraram de como se escreve o Mario do Mario Quintana com acento. O que está errado. Ou melhor, não foi assim registrado no Cartório. Bendito escrivão!

Milhares de anos atrás, travei porrada num grupo do Yahoo (sim, confesso, participei de grupo de discussão no Yahoo – ei, isto era “ô-qui-á” da Web no fim dos anos 90!) sobre o acento do Mario Quintana. Teve cara que citava até um tal de Acordo Ortográfico de 1945, que diz quando uma pessoa falece, o nome deve ser escrito de acordo com as regras gramaticais em vigor, e não as da época do nascimento do mesmo.

Ora, ora, ora… até em 1906, quando Quintana nasceu, Mário já era com acento agudo.

Bem, estas postagens me fizeram lembrar algo que escrevi sobre o acento do Quintana. E, da caixinha da memória (mentira, fui lá no meu Yahho e pesquei), trago-a para cá:

BENDITO ESCRIVÃO

“Mário não é Mario
Como Mário, não
É Mario.

Sem acento pois
Se acento tivesse
Não seria Mario
É Mário.

Sem assento fica
Assim, em pé
Com acento
Fica assim com pê de puto

E, se assento quisesse
Procuraria o da praça
Onde o passarinho
Como previsto
E com acerto
Passará.”

Anúncios

Sobre Lafayette

Xipaia... o último dos guerreiros!
Esse post foi publicado em Derrubando a idade. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s