BELÉM, como querer…

Belém, de pura graça e desgraça.
Belém, nasce para uns e morre para outros.
Belém, enterra uns, desterra, outros.
Belém, encantadora e assustadora.
Belém, da manga apanhada verde. Fome. Desemprego.
Belém, da noite estrelada, como a de ontem.
Belém, do toró, como o de sempre.
Belém, do dia-a-dia.
Belém, das incivilidades.
Belém, da mocidade.
Belém, do meio termo.
Belém, dos devaneios.
Belém.

Anúncios

Sobre Lafayette

Xipaia... o último dos guerreiros!
Esse post foi publicado em Na Geral. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s