Gueto não é a solução!

Val-André, lá do FLANAR jogou pro limpo a questão da escola LGTB de Campinas/SP, em Educação para a diversidade.

Hoje, li interessante notícia sobre a questão:

04/02/2010 – 12:10

A escola LGTB de Campinas

Francamente! Sou a favor dos direitos das minorias – especialmente das maiorias em desvantagem social. Mas não se pode confundir direitos com segregação, que é um dos problemas de vários movimentos de minorias. E usar recursos da União para promover esse aquário?

Qual o sentido de uma escola gay? Como se falar em uma “cultura gay”? Por acaso, dança, teatro, música, criação literária são prerrogativas de gays? A melhor defesa das minorias sexuais é o combate pertinaz ao preconceito e a defesa incessante da sua inclusão social. Agora, começam a tratá-las como índios, que precisam ser preservados da civilização.

Escola gay já tem lista de espera

Número de inscritos chegou a 120, o dobro em relação à quantidade de vagas oferecidas

Rogério Verzignasse

DA AGÊNCIA ANHANGUERA

A primeira escola brasileira de cultura gay, um dos 300 pontos de culturas financiados por um convênio firmado entre o Estado e a União, já definiu a lista de 60 alunos que, a partir de março, vão formar as primeiras turmas dos cursos de dança, web TV e fanzine. A seleção, pelo critério de idade, foi feita a partir de uma lista com 120 inscritos, do Brasil todo, e já há uma lista de espera.

Mais, leia aqui

Anúncios

Sobre Lafayette

Xipaia... o último dos guerreiros!
Esse post foi publicado em Na Geral, Ser político. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s