Ato de fotografar: infinitas leituras

Por conta disso que o Belenâmbulo postou, Shirley Penaforte nos mostra onde a arte se encontra com o infinito. A infinitude da arte de Shirley avisa que a velocidade do dia-a-dia nos afasta dos detalhes:

“Nobres companheiros, obrigada pelos comentários e fico feliz em saber que a fotografia realmente contagia a todos.

Além de agradecer gostaria de dividir com vocês um pouco da minha leitura sobre o ato de fotografar:

Uma imagem é constituída de vários signos que resulta em infinitas leituras. O fotógrafo faz o recorte do “mundo” que ele deseja mostrar. É a forma dele, fotógrafo, de colocar pra fora sua visão do mundo, colocar suas críticas, seu posicionamento político na sociedade ou simplesmente provocar um sentimento poético. Esse leque de experiências, leituras e preferências vão se somar ao resultado do que se quer mostrar. Essa captura de imagem não é feita aleatória, claro. O mundo, na verdade, que lhe foi mostrado, sentido desde que ainda era uma criança estarão naquele trabalho. Tem toda uma bagagem cultural na composição da fotografia, que é única, porque tem a identidade daquele indivíduo. Por outro lado, o expectador ler aquela informação também com toda sua leitura da vida.

A arte é livre, aberta para criação e com a imagem fotográfica não é diferente, aliás não pode ser diferente, porque fala-se de luz e sentimentos e com certeza diferentes, pois todos tivemos momentos bons e ruins que nos envolveram de forma diferente. A técnica fotográfica é um mero instrumento, que pode ser dominado em pouco tempo de estudo.

O que realmente vale a pena pensar é no que eu, enquanto fotógrafo, quero eternizar. O que eu quero deixar ou não, como minha forma de expressão.

 

“Fotografar é colocar na mesma linha de mira a cabeça, o olho e o coração.”

(Henri Cartier-Bresson)

Um grande abraço!!

Shirley”

Anúncios

Sobre Lafayette

Xipaia... o último dos guerreiros!
Esse post foi publicado em Na Geral e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Ato de fotografar: infinitas leituras

  1. Tanto disse:

    Muito legal esse texto da Shirley. E as fotos são maravilhosas.

  2. Wagner Mello disse:

    Que texto espetacular, meu caro estoriador…. Congrats.
    Em breve postarei uma foto e tentarei explicar a história,muito comum no Nordeste onde nasci, sobre se ter ‘ eira e beira’ kkk. Fantástico.

    Wagner

  3. tadeu disse:

    Bacana port lá no belenâmbulo.Fotos lindas
    deixei uma piadinha sem graça sobre o amigo mas fazer o que? perde-se o amigo mas não se perde a piada mesmo que infame
    Abração merrrmão
    Tadeu

  4. tadeu disse:

    O post , saiu errado lá em cima

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s