Foto estórica

Sob o título Para quem precisa ver para crer, a repórter Rita Soares, no seu Blog da Repórter, mostrou o um encontro estórico, em todos os sentidos:

Imagem do comício do PMDB em Paragominas, o primeiro a juntar Jader Barbalho e Almir Gabriel no mesmo palanque após 24 anos de separação.

Este “encontro”, esta manifestação política do Almir junto com Jader, em favor da eleição do Juvenil ao governo do Pará, aconteceu semana passada, em Paragominas/PA. Almir e Jader não se falavam, ou melhor, “odiavam-se” desde quando Almir disse poucas e boas de Jader, alguns anos atrás.

Este “encontro” provoca reações diversas, vide a caixinha de comentários da postagem:
Anônimo disse…
Os dois melhores governadores da história recente do Pará estão juntos.
24 de julho de 2010 22:40

Anônimo disse…

E pensar, Rita, que por não querer “ver contaminado” seu palanque com Jader, o “Anhanga”, Almir Gabriel (sentindo-se o deus)acabou empurrando-o para os braços do PT, dado no que deu… Derrota dele, Almir! Azar pior o nosso, que estamos tendo que suportar até hoje a incompetência associada à arrogância de Ana Júlia… O culpado de tudo foi Almir. Essa foto jó aumenta minha repulsa por ele.
24 de julho de 2010 22:53

Marcelo Medeiros disse…

Essa é a demonstração do fisiologismo da suja política paraense. É a constatação de que os políticos, cada vez mais, só enxergam o que lhes convem pessoalmente.
É indicativo para nós, eleitores, que a hora é de mudar, mudar mesmo e mandarmos esses políticos para o arquivo morto.
Se o Pará é rico de belezas naturais, é pobre de gerentes da coisa pública.
Esse é o retrato do “ver para crer” que esse “estabilhisement” tem que acabar já, nesta eleição.
25 de julho de 2010 06:23

Anônimo disse…

O título remete à musica do Chico Buarque. Quando se trata de políticos eu costumo acreditar sem ver.
25 de julho de 2010 07:10

Anônimo disse…

Eu ja tenho uma outra visão dessa atitude do Dr Almir.Uma reflexao e o reconhecimento de que o melhhor para o Pará será a junção das forças, para não deixarmos mais 4 anos o Estado em mãos de imcompetentes e despreparados que pensam que governar é dar pão e circo.
25 de julho de 2010 10:30

Bia disse…

Bom dia, Rita:o grande vitorioso nesta foto é Jader Barbalho. Por comiseração ou vingança cruel e silenciosa – sinceramente não sei qual sentimento prevalece.

Se isso ajuda Domingos Juvenil? Não, acho que não. Se isso perturba o PSDB? Também penso que não. Mas, o pricipal nesta foto é a melancólica decadência de um homem que um dia pensei ser um estadista.

Não. Não é pela foto. É pela insustentável “autocrítica” em relação ao seu “inimigo antigo” – sim, porque para Almir Jader era mais que adversário – para ferir seu mais “novo inimigo”.

Abração.

25 de julho de 2010 11:04

Anônimo disse…

Desculpem a minha colocação, mas sinto vontade de vomitar vendo essa foto.
Política suja, políticos desqualificados e o Pará na mão dessa corja.
O povo reclama da vida sem razão, pois continua delegando a esses elementos a gestão pública.
Vá entender isso !!!!
25 de julho de 2010 12:29

Anônimo disse…

“Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo.”
Só não muda que não pensa. Almir mudou e está ajudando a unir o Pará sem o rancor e o ódio, que aparecem em depoimentos como os que estão acima.
25 de julho de 2010 16:18

Marcelo Medeiros disse…

Unir o Pará com gente dessa estirpe? Faça-me o favor….. o Pará não precisa de políticos com essa ficha corrida, precisa sim é renovar, é mudar pra valer.
União é ótimo, despir-se rancor e ódio, idem, idem….. mas esse pessoal não pensa nissso, pensa é nos seus próprios umbigos e no patrimonio pessoal. Eles vem mostrando isso há muitos anos e a história seguirá nesse mesmo rumo se nós, eleitores, não usarmos civilizadamente com cidadânia nosso poder com a arma do voto.
O resto é conversa fiada de quem tem interesses contrariados, os DAS da vida e os que aspiram esse tipo de benesse.
25 de julho de 2010 17:00

Anônimo disse…

será que esse Marcelo Medeiros é filho do “fantasma” Carlos Medeiros o maior latifundiário fantasma do Pará, que segundo o Lúcio Flávio, em seu JP 467, ganhou despacho favorável do desembargador Ricardo Nunes, não menos que o irmão do Presidente do TJ RÔmulo NUnes. Lúcio esclarece que esses processos que continuam circulando no TJ e Fórum pertencem a uma quadrilha de advogados, funcionários e um corretor, e que em nome da justiça todos deveriam ser ARQUIVADOS IMEDATAMENTE.
Aliás esse número do JP é uma obra de arte em favor do Pará e dos paraenses, do grande mestre Lúcio.
De “brinde” denuncia o acordo entre o prefeito Duciomal e dois grandes jornalões da terra que em vez de pagarem IPTU veiculam propaganda do prefeito, no montante de alguns milhões negado a todos nós belenenses.
CADÊ MESMO MP E TJ!!!
25 de julho de 2010 17:34

Anônimo disse…

Repito aqui as palavras do jornalista Lúcio Flávio Pinto no JP de março desse ano em que concordo plenamente:”…é bem provável que Almir passe a apoiar a candidatura oposta à de Jatene. Inclusive a de Jader. Sepultará sua biografia sem direito a epitáfio.”

Hamilton

25 de julho de 2010 18:07

Anônimo disse…

Vale tudo. Só não vale a desgovernada se reeleger. Credo. Me arrepio só de pensar.
25 de julho de 2010 18:07

Anônimo disse…

Rita, as lideranças do PSDB de Paragominas, o Prefeito Adnan, o Deputado Bosco e o candidato á deputado Sidney não subiram no palanque com o Almir. Rony Ferraz – Paragominas
25 de julho de 2010 19:05

Anônimo disse…

Todas as lideranças do PSDB rm Paragominas se ausentaram do município: o Prefito Adnam, o deputado Bosco e eo empresário Sidney Rosas não aceitaram o convite do Almir Gabriel. Nãso quiseram nem conversar, quanto mais mais subir no palanque.
Uma tristeza o que o Almir Gabriel está fazendo: rasgando, jogando no lixo a sua biografia.
25 de julho de 2010 20:03

Leopoldo Vieira disse…

Vejo que, infelizmente, para a maioria dos comentaristas, política deveria ser uma atividade inflexível e intolerante. Nada além de quantus do autoritarismo e das revoluções passivas na História brasileira e pensam se tratar do melhor da “filosofia política”.
Para além disso, concordo com meu amigo Charles quando diz que deveria ser incluída na Declaração dos Direitos Humanos o direito de mudar de opinião.
A despeito da posição concreta que representa, sobre o que me eximo de fazer juízo neste modesto comentário, acho muito interessante essa foto, assim como a do café da manhã, quando todos, vendo o antigo carniceiro dos Carajás em trajes de dormir, apressaram-se em espalhar, com o pior do mau caratismo, que ele estava com doença mental diagnosticada, inclusive.
Bjs, Rita!
25 de julho de 2010 20:12

Anônimo disse…

Se o comício era do PMDB por que as “lideranças” do PSDB de Paragominas subiriam ao palanque?Foi um comício xoxo. O que tinha mesmo era muito ônibus transportando pessoas. Aliás por onde anda a JE?

25 de julho de 2010 22:25

Vá lá no blog da Rita, meta seu bedêlho na estória!

Anúncios

Sobre Lafayette

Xipaia... o último dos guerreiros!
Esse post foi publicado em Mistérios que me afligem a alma!, Na Geral, Pra rir. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s