2.000 AC

(escrito em 20 de julho de 2017)

Ontem…
Estava em um restaurante, Parauapebas.
Desses abertos, vão de entrada à vontade.
Entrou um rapaz, 20 anos, no máximo.
Vestido impecável. Vestido, não, uniforme.
Uniforme da Prossegur.
Calça, preta, com detalhes fluorescentes, bota brilhando, camisa amarela.
Alinhadíssimo.
Entrou e foi direto para uma mesa.
Nela, estavam duas senhoras, um senhor e duas crianças.
Pediu a benção da mãe, que, emocionada, disse: “Olha, meu filho, tá tão lindo”.
Pediu a benção do pai, que o olhou com olhos-de-pai e disse, firme: “Não vai te atrasar!”.
Pediu a benção da madrinha, esta, lágrimas em abundância.
A mãe, começou acompanhar a irmã, a madrinha.
O pai, pegando na mão da mulher, sentenciou: “Tá tudo bem”.
O afilhado pediu-lhe a benção.
A sobrinha disse “oi tio”.

Era seu primeiro dia empregado. Finalmente, ao que me pareceu.
Ia “pegar serviço” na portaria de entrada da Floresta Nacional de Carajás da VALE S/A.
Marcou com eles este almoço especial. Comida mineira.
Mãe, pai, madrinha e sobrinhos vestidos “para quinze anos”.

Fiquei ali. Olhando. Emocionado.

Por conta de meus estudos e profissão e criação, estou preocupado com os trabalhadores e trabalhadoras deste País. Os que são e os que ainda não são. Talvez, nunca serão.

Com o rumo que estamos tomando e, parvos, ficamos nos digladiando, quando deveríamos nos unir e lutar contra o desmonte dos Direitos Sociais, da cidadania “nova”, que começou a ser construída com o Iluminismo.

Aceleradamente, caminhamos para a “Cidadania Grega”. Mais de 2.000 anos AC, onde nem todos os indivíduos eram cidadãos, pois tal era fundada apenas nos Direitos Políticos e não nos Sociais.

Eram excluídos de cidadania: as mulheres, escravos, crianças, velhos, comerciantes, artesãos e estrangeiros.

É só adequarmos os termos ao tempo e conceitos, comparando com os pensamentos, as propostas e aprovações atuais, veremos que, ao contrário do que dizem, não estamos recuando 100, mas, 2.000 anos.

Como não pensar? Como não se preocupar?

Sobre Lafayette

Xipaia... o último dos guerreiros!
Esse post foi publicado em Na Geral. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s