BELÉM LIBERTA

Partido, meu coração ficou dilacerado.
Pelas mãos de maldizeres,
Ditos por quem
Que só me quer bem, diz.

Socialismo é divisão
De meus bens e meus amores.
Igualdades de uma sociedade
Injusta por quem diz
Me querer bem, sou Belém.

Liberdade que chegou
E vai ficar.
E vai fincar
Suas raízes cabanas
Nas entranhas de mim, de vez!

Pelo Sol seguirei!

Feliz aniversário, Belém de Nazaré!

Sobre Lafayette

Xipaia... o último dos guerreiros!
Esse post foi publicado em Na Geral. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s