O maior guitarrista de todos os tempos!

Anúncios
Publicado em Na Geral | Deixe um comentário

O DESMONTE SOCIAL NO BRASIL

O Presidente Michel Temer continua a sua missão: Desmontar o Brasil. Inviabilizar o Brasil para concorrer com o Mundo.

Publicado em 10/01/2018, no Diário Oficial da União, Ed. nº 7, Temer baixou o DECRETO Nº 9.262, DE 9 DE JANEIRO DE 2018, que “Extingue cargos efetivos vagos e que vierem a vagar dos quadros de pessoal da administração pública federal, e veda abertura de concurso público e provimento de vagas adicionais para os cargos que especifica“.

É um assombro!

É um escândalo!

Para ler:
https://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/534648578/decreto-9262-18

Ou, clique aqui: DECRETO No 9.262, DE 9 DE JANEIRO DE 2018.262

Publicado em Na Geral, Ser político | Deixe um comentário

SENTIREI SAUDADES

Belém
Sentireis saudades
Das tuas tardes quentes
Das tuas luas tardes
Das tuas manhãs manhosas

Belém
Sentirei saudades
Das tuas carapuças
Das tuas escaramuças
Das tuas fuças

Belém
Sentirei saudades
Das tuas belezas
Das tuas nobrezas
Das tuas realezas

Belém
Sentirei saudades
Das tuas glórias
Das tuas vitórias
Das tuas histórias

Belém
Saudades do que foste
Saudades do que és
Saudades do que serás

(Aos 402 anos de Belém)

Publicado em Na Geral | Deixe um comentário

Khatia Buniatishvili – Concerto Nº 2 (S. Rachmaninov)

Publicado em Na Geral | Deixe um comentário

BELÉM DO MEU AMOR

Belém
agora que tens
uma dúzia de seus bens
não sei se vais, não sei se vens

Belém
são tantos anos
te deixaram tantos danos
te abandonaram tantos manos

Belém
da paixão
do calor, do suor, da chuva 
daquela que invade o coração

E transborda
de ilusão
de querer-te
de abandonar-te
de querer-te, mais uma vez

Para que serves?
Qual teu destino?
Qual nosso destino?
Nós, que estamos
Embarcados em ti
E por ti, meu amor.
Publicado em Na Geral | Deixe um comentário

TUDO ASSIM

Tudo dói
Tudo rói
Tudo mói
Tudo corrói
Tudo grava
Tudo filma
Tudo posta
Tudo mídia
Tudo pensa
Tudo responde
Tudo dúvida
Tudo certeza
Tudo critica
Tudo mira
Tudo vira
Tudo mirra
Tudo gira
Tudo reza
Tudo peca
Tudo meca
Tudo pesa
Tudo vinga
Tudo ginga
Tudo guimba
Tudo minha
Tudo tua
Tudo eu?

Publicado em Poemeu | Deixe um comentário

PORTO DE NÓS

Somos como porto
Porto de nós
Chegamos saindo
Saímos para sempre

Nunca mais aportamos

A finitude é horizonte
O final, longe
O sempre, perto
O nunca, chega na hora desmarcada

E vamos vivendo

Perdemos ao ganhar
Dia após dia
Passados, no presente
Presentes, no futuro

O presente nos mata
Aos poucos, rapidamente

Vivemos sem prestar
Atenção na maior
Angústia que nos ronda
Espada de Dâmocles

Enfrentamos, há vida
A vida moral
A vida imoral
A vida escondida
A vida amante
Ávida em existir
Para sempre

E vamos morrendo

Morrendo de amores
Morrendo de sedes
Morrendo de paixões
Morrendo de verdades
Morrendo de mentiras
Morrendo por morrer
Morrendo por viver

Publicado em Poemeu | Deixe um comentário